Prefeitura de Cuiabá pretende revitalizar a praça da Mandioca


O debate franco entre os moradores e comerciantes, sob a mediação da Prefeitura, já surtiu reflexos positivos, conforme pontuou a vice-presidente da Associação de Comerciantes da Praça da Mandioca, Patricia de Oliveira. Segundo a empresária, após alguns contratempos, novos avanços serão feitos com o amparo do poder público A Prefeitura de Cuiabá se reuniu com a Associação de Comerciantes da Praça da Mandioca e os moradores da região para dialogar sobre melhorias para o local. Ao longo do encontro, que aconteceu nesta quarta-feira (05), a Secretaria Municipal de Ordem Pública ouviu os principais apontamentos da comunidade e planejou novas estratégias para garantir o ordenamento público e uma relação harmoniosa entre ambas as partes. “A gestão municipal quer encontrar o equilíbrio ideal onde todos possam conviver harmoniosamente sem grandes atritos. Não queremos que os bares e restaurantes aqui presentes deixem a praça, assim como também não desejamos de forma alguma que a integridade dos moradores seja comprometida pelo excesso de barulho. Através deste diálogo aberto, percebemos que os problemas serão solucionados com uma fiscalização mais intensa e melhor policiamento, para que os acordos que visam o bem comum, aqui firmados, sejam devidamente cumpridos. Além disso, nós apresentaremos um relatório detalhado ao prefeito Emanuel Pinheiro, no qual verificaremos a viabilidade de alocarmos uma equipe da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, para regulamentar o trânsito na região, e outra da pasta de Assistência Social, para inibir a presença dos dependentes químicos que têm colocado em risco a movimentação noturna sadia que este pontou naturalmente atraiu”, afirmou o secretário municipal de Ordem Pública, Leovaldo Salles. Para a dona Vera Lúcia Marques, moradora da região há oito anos, é fundamental que haja a intervenção da Prefeitura, para que o uso da Praça da Mandioca seja normatizado, de forma que a qualidade de vida dos residentes locais não seja arriscada. “Enfrentamos algumas dificuldades aqui, com um policiamento que muitas vezes é ineficiente e não coibi algumas práticas irregulares que colocam a nossa paz em risco. Existe um compromisso com a redução do volume do som que não tem sido cumprido, mas creio que este empenho em encontrar um ponto de equilíbrio por parte do município será muito valioso e pode melhorar a convivência de todos que – de alguma forma – vivem desta praça. Minha grande preocupação é o bem-estar dos moradores, que, assim como eu, não conseguem dormir devido à poluição sonora. Além disso, meu esposo é deficiente e o som extravagante o deixa inquieto e aflito, prejudicando sua saúde”, revelou. O debate franco entre os moradores e comerciantes, sob a mediação da Prefeitura, já surtiu reflexos positivos, conforme pontuou a vice-presidente da Associação de Comerciantes da Praça da Mandioca, Patricia de Oliveira. Segundo a empresária, após alguns contratempos, novos avanços serão feitos com o amparo do poder público. “A reunião que tivemos foi muito produtiva e contamos com a presença do município para solidificar os acordos que firmamos, fortalecendo a fiscalização nos bares e restaurantes. Com este combinado sendo cumprido, nós – como associação – teremos poder para fazer com que as demais pessoas instaladas aqui respeitem as limitações de som e uso de espaço, fazendo valer o próprio documento que todos assinaram”, concluiu.

© 2020 visitecuiaba.com.br. Todos os direitos reservados à ABIH-MT.
Associação Brasileira de Indústria de Hotéis de Mato Grosso - Cuiabá - MT
Av. Carmindo de Campos, 146 – Sala 83

Fone: (65) 98471-7114

Email: abihmt@gmail.com

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle