CVV abre curso para voluntários em Cuiabá

March 13, 2018

O Centro de Valorização da Vida em Cuiabá está com inscrições abertas para o curso de voluntários. Podem se inscrever pessoas com mais de 18 anos, tenha quatro horas disponíveis por semana e vontade de ajudar prevenir suicídio. Além de disposição para ouvir as pessoas. 

 

Na Capital o curso terá início no dia 25 de março, das 8h às 12h na Rua Comandante Costa, 296, Centro de Cuiabá. Mais informações: cuiaba@cvv.org.br. Durante o curso os voluntários vão ter técnicas de autoconhecimento e de ouvir as pessoas. O curso é gratuito. 

 

O CVV presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Anualmente são realizados dois milhões de atendimentos anuais por 2.400 voluntários pelos telefones 188 ou 141 (de acordo com a região), pessoalmente (nos 85 postos de atendimento) ou pelo www.cvv.org.br via chat, Skype, e-mail ou carta. 

 

Os trabalhos do CVV iniciaram no dia 1° de março de 1962 com o primeiro plantão daquele que seria o maior serviço gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio do Brasil, o CVV. O centro foi criado na capital paulista por um pequeno grupo de pessoas preocupadas com o aumento dos casos de suicídio. Neste mês o CVV completa 56 anos. 

 

O suicídio é considerado pelo Ministério da Saúde como um problema de saúde pública, tirando a vida de uma pessoa por hora no Brasil, mesmo período no qual outras três tentaram se matar sem sucesso. Os dados apontam que mais de 800 mil tiraram a própria vida por ano. E o suicídio é a segunda maior causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos. 

 

No Brasil o Ministério da Saúde aponta que em média 11 mil tiraram a vida por ano e esta é a quarta maior causa de morte entre os jovens de 15 a 29 anos no país. Sendo a terceira maior causa de morte entre homens de 15 a 29 anos e oitava maior causa entre mulheres desta idade. Os números mostram ainda um aumento da taxa de mortalidade por suicídio a cada 100 mil habitantes. De 5,3 em 2011 saltou para 5,7 em 2015. 

 

O Ministério da Saúde aponta ainda que entre 2011 e 2016 foram notificadas 176.226 lesões autoprovocadas. Deste total, 27,4% (48.204) foram tentativas de suicídio. A maioria das tentativas são por envenenamento ou intoxicação, 58% do total. Somente em 2016 foram 30.013 mulheres e 15.455 homens. A maioria das tentativas de suicídio foram de mulheres, o correspondente a 69%. A reincidência também é maior em mulheres 31,3 voltaram a tentar e 26,4 homens. 

 

As mortes por suicídio são maiores entre os homens.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Please reload

© 2017 visitecuiaba.com.br. Todos os direitos reservados à ABIH-MT.
Associação Brasileira de Indústria de Hotéis de Mato Grosso - Cuiabá - MT

Fone: (65) 98471-7114

Email: abihmt@gmail.com

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle