Inspirada em obra da Estônia, trilha do Megafone surge como nova opção para o ecoturismo em Mato Grosso

March 19, 2018

Novidade no circuito turístico de Mato Grosso, na região de Nobres (a 191 km de Cuiabá), a trilha do Megafone inaugurada no dia 6 de fevereiro deste ano, tem chamado a atenção de quem se interessa por ecoturismo. O design dos três megafones colocados na trilha foi inspirado em uma floresta da Estônia, onde existem modelos similares. De dentro do objeto é possível ouvir o som amplificado da mata.

A trilha faz parte do Complexo Turístico do Akaiá, no município de Nobres. Os donos da pousada de onde se sai para a trilha, Helen e Zaqueu Reis, disseram que a princípio não acreditavam muito no potencial turístico da região.

 

“No início não tínhamos nem estrada, a gente vinha e deixava o carro na mata, atravessava o córrego quando estava seco, quando estava cheio tinha que esperar abaixar. Aqui era uma área que todo mundo que via chamava zaqueu de doido, porque ele já tinha uma visão de empreendedor para cá”, disse Helen.

 

Eles adquiriram o terreno em 2000, já com planos de investir em turismo futuramente. Em 2007 iniciaram com turismo pedagógico, oferecendo visitas escolares para professores realizarem aulas de campo multidisciplinares na natureza. A partir daí começaram a pegar gosto pelo turismo.

 

O negócio de família foi recebendo investimentos aos poucos. Em 2012 realizaram cursos e em 2014 abriram a área para acampamento. No início a única opção era a trilha da Toca do Quati e a do Ronco do Bugio, onde é possível contemplar formações calcárias milenares.

 

Em parceria com investidores, e inspirados em uma foto de Gisele Bündchen, que viram na internet, onde a ex-modelo posa em um megafone em uma floresta na Estônia, na Europa, decidiram criar uma atração semelhante em Mato Grosso. Pesquisaram e descobriram que o megafone amplia o som da mata, possibilitando que o turista tenha um momento de introspecção dentro do objeto.

A trilha tem 1280 metros de extensão e foi feita em cima da trilha do gado que é criado na região. Ela é toda demarcada por pedras, dentro das normas da ABNT e foi desenvolvida com acompanhamento de um especialista em segurança. Os três megafones ficam no início do caminho.

 

Quem continuar seguindo a trilha pode subir a montanha para contemplar a paisagem de cima, além de poder brincar em um balanço de uma árvore lá no alto. A ideia deles é oferecer uma experiência e uma vivência na natureza, acima de tudo.

 

Além disso, no acampamento o turista pode ter uma experiência de turismo rural, com comidas preparadas em forno a lenha e sucos com polpa de frutas colhidas na região, além da Akairosca, versão da Caipiroska feita com a fruta akaiá. Os alimentos são todos comprados de produtores da região.

 

“O turismo transformou a nossa vida, porque a gente tinha uma visão de que as pessoas não iriam vir, que iriam querer luxo, mas na verdade eles pedem algo mais rústico, porque o luxo eles têm em casa”, disse Helen.

O preço para se aventurar na trilha do megafone é R$ 40 por pessoa. O turista recebe uma proteção para a canela e é sempre acompanhado por um guia. O preço para a trilha da Toca do Quati e do Ronco do Bugio é R$ 50.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Please reload

© 2017 visitecuiaba.com.br. Todos os direitos reservados à ABIH-MT.
Associação Brasileira de Indústria de Hotéis de Mato Grosso - Cuiabá - MT

Fone: (65) 98471-7114

Email: abihmt@gmail.com

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle