Tradicionais festas de São Gonçalo acontecem neste final de semana com apresentações do Flor Ribeirinha

January 7, 2020

 

As tradicionais festas em homenagem a São Gonçalo acontecem a partir desta sexta-feira (10) em Cuiabá, tanto na Paróquia que leva o nome do santo quanto na comunidade São Gonçalo Beira Rio, onde a programação segue até domingo.

Conhecido como ‘Padroeiro dos Violeiros’, São Gonçalo de Amarante, diz-se, gostava de cantorias e tocava em rodas de viola. A igreja que leva seu nome, no Porto, surgiu em 15 de novembro de 1.781. Segundo a Arquidiocese de Cuiabá, neste dia, “José Carlos Pereira de Souza, um baiano da cidade de Cachoeira, terceiro Juiz da então Vila de Cuiabá, fora chamado à Corte em Lisboa. Com espírito religioso, queria deixar na então Cuiabá sua marca de fiel devoto ao Santo português. Tendo em vista a proximidade do porto do rio Cuiabá e a existência de ouro na região foi construída, neste local, uma pequena capela dedicada ao Santo e nela mais tarde foi colocada a imagem de São Gonçalo, que mede 1,45 metros, toda talhada em madeira vinda da cidade de Amarante em Portugal, cidade em que nasceu e viveu São Gonçalo”.

A festa de aniversário da paróquia é sempre realizada no dia 10 de janeiro. Neste ano, ela começa às 17h30, com concentração no Museu do Rio, e segue até depois das 22h.

Veja a programação:

17h30 – Concentração no Museu do Rio
18h – Saída da procissão pela Av. XV de Novembro até a Paróquia
19h – Missa em honra e glória a São Gonçalo
21h – Apresentação cultural Flor Ribeirinha
22h – Dança de São Gonçalo
 
Comunidade São Gonçalo Beira Rio

Realizada há mais de 60 anos, a festa em São Gonçalo Beira Rio começa na noite de sexta-feira (10) e segue até a noite de domingo (12). Segundo a organizadora, Cleide Rodrigues de Moraes Antunes, às 20h30 do primeiro dia será realizado o levantamento de mastro e, logo após, o ritual da coroa e bandeira.

Em seguida, na quadra ao lado da igreja, é realizada a reza dançada do santo. “As pessoas entram em fila para beijar o santo, mais ou menos uns vinte casais. Tem muita gente que vem pagar promessa”, explica. Após mais ou menos uma hora deste ritual, se apresentarão os grupos de siriri Flor do Campo e Flor Ribeirinha. A noite termina com uma tradicional sopa.

No sábado, a procissão começa às 8h30 e às 9h é realizada a missa. Logo depois, acontece a apresentação do grupo sementinha, do Flor Ribeirinha, na quadra do Centro Cultural, acompanhado de chá com bolo. Neste mesmo dia, à noite, acontece o tradicional baile, com três bandas diferentes. A entrada, na portaria, custa R$15. A festa começa às 22 horas e segue até a madrugada.

No domingo, por fim, haverá torneio de futebol a partir das 9 horas, seguido de almoço (vendido a R$15). A matinê dançante começa no final da tarde e segue até a meia noite, no encerramento.

A festa já acontece há mais de 60 anos. Ela foi criada por três mulheres pioneiras, das quais somente uma ainda está viva. Hoje, Cleide está à frente da coordenação. “Esta festa já é do calendário oficial. As pessoas já vêm todos os anos, sempre procuram saber da data. Quem tem que pagar promessa quer participar, e também tem gente que fazer doação, ser festeiro de irmandade”, explica. São esperados, em todo o final de semana, cerca de cinco mil pessoas.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Please reload

© 2017 visitecuiaba.com.br. Todos os direitos reservados à ABIH-MT.
Associação Brasileira de Indústria de Hotéis de Mato Grosso - Cuiabá - MT

Fone: (65) 98471-7114

Email: abihmt@gmail.com

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle