Filme com Gagliasso gravado em Cuiabá tem sessão na capital e deve chegar aos cinemas no segundo semestre

January 23, 2020

O longa-metragem ‘Loop’, do diretor cuiabano Bruno Bini, foi apresentado a patrocinadores, equipe, imprensa e colaboradores em uma sessão especial que aconteceu na noite da última terça-feira (21), no Pantanal Shopping, em Cuiabá. O filme já havia sido lançado no Festival de Brasília, em novembro de 2019, mas esta foi a primeira exibição no local onde foi filmado. Agora, deve voltar à capital mato-grossense no segundo semestre de 2020, quando entra em cartaz no circuito comercial.

O filme conta a história de um físico, Daniel (Bruno Gagliasso), que vê sua namorada morrer e fica obcecado em voltar no tempo para salvá-la. Para isso, usa seus conhecimentos de pesquisador em busca de uma forma de transportar moléculas no tempo-espaço. O roteiro intrigante prende o expectador durante os 90 minutos de duração, e o público descobre os ‘segredos’ da trama junto ao personagem principal. Sem aprofundar nas temáticas, ‘Loop’ discute questões de relacionamento amoroso, vingança e a dicotomia entre o bem e o mal.

Cuiabá é o pano de fundo da história, e quem é da terra vai identificar 'sinais' como a Praça Popular, o bar Kartell, e referências como um show do Vanguard ("todo mundo gosta de Vanguard, essa é a lei", é uma das falas), os crimes que acontecem na rua Pedro Celestino, e a pesquisa do protagonista, que é realizada na UFMT. 

Com orçamento de R$ 3.100.000,00 (segundo o site Adoro Cinema), o longa é fruto de um projeto aprovado por editais do Governo do Estado, Prefeitura de Cuiabá, e com fundos da Lei do Audiovisual, da Agência Nacional do Cinema (Ancine) e do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). Loop tem co-produção da Globo Filmes e o Canal Brasil como um dos patrocinadores.

“Estou muito feliz com essa noite”, comentou o diretor antes da sessão. “A gente está num momento em que, talvez por vias tortas, a discussão sobre produção cultural está acontecendo. Talvez não do jeito que a gente gostaria, mas está acontecendo. E isso é importante. As pessoas começaram a falar sobre cultura e, principalmente, eu tenho visto cada vez mais pessoas se posicionando e se manifestando defendendo a produção cultural, seja ela audiovisual ou qualquer outra manifestação cultural”.

A sessão contou com a presença do governador Mauro Mendes, a primeira-dama Virgínia Vendes, o secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) Allan Kardec, o secretário adjunto de Cultura do Estado Paulo Traven, e o secretário adjunto de cultura do município, Justino Astrevo, além da ‘nata’ da cultura mato-grossense.

“Eu digo que eu me sinto também feliz por reconhecer que nós estamos num momento, depois de tanto sobe e desce, tanto soluço na área cultural mato-grossense e cuiabana, nós estamos num momento em que os gestores públicos estão demonstrando sensibilidade para a produção cultural. E a realização desse filme é com certeza um testemunho vivo disso”, completou o diretor.

O governador Mauro Mendes também fez uma fala antes da exibição: “Tenho dito e repito aqui o orgulho que a gente sente quando vê mato-grossense despontand, como você, na cultura, outros que produzem cultura, e tantas outras áreas do esporte, de tantas outras atividades, e eu vim aqui hoje para prestigiar não só você, mas toda a culutra, que é o nosso dever. Eu estive lá quando prefeito enquanto você venceu esse edital, e vimos todo o trabalho e empenho que você fez, tantos parceiros, o Governo do Estado também apoiando, mas, acima de tudo, o que eu acredito. Estou aqui porque eu gosto de você e gosto de cultura”, afirmou.

Mato Grosso reconhecido

Bruno é cuiabano, e já recebeu 47 prêmios por seus curtas em diversos festivais em todo o mundo. O projeto de ‘Loop’ surgiu inicialmente para um curta-metragem, e foi retomado por ele – que também é roteirista – em 2015. O primeiro edital foi selecionado em 2016 no município, mesmo ano em que a Globo Filmes entrou.

A contratação dos atores foi direta, e a escolha foi do diretor. Além de Bruno Gagliasso, participam também do núcleo principal do filme Bia Arantes (O Filme da Minha Vida), Branca Messina (Não por Acaso, 400 Contra 1) e Nikolas Antunes (Liberdade, Liberdade; Ilha de Ferro).

O contato com a Globo Filmes surgiu a partir da co-produção, que é da Valkyria Filmes, uma produtora do Rio de Janeiro. O filme passou por um processo de seleção interno da casa, com uma comissão de diretores como Cacá Diegues e Fernando Meirelles. Fernando – famoso por ter dirigido ‘Cidade de Deus’ – se interessou pela história, e entrou como supervisor artístico, pela Globo Filmes. Meirelles, inclusive, citou o mato-grossense Bruno Bini como uma grande aposta do cinema nacional em entrevista recente concedida ao site especializado ‘Omelete’.

O longa foi gravado nos meses de fevereiro e março de 2018, em Cuiabá, e retrata a capital mato-grossense nos anos 80 e 90. Além de se passar aqui, grande parte da equipe técnica também é formada por cuiabanos.  A produção é da também cuiabana Plano B Filmes.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Please reload

© 2017 visitecuiaba.com.br. Todos os direitos reservados à ABIH-MT.
Associação Brasileira de Indústria de Hotéis de Mato Grosso - Cuiabá - MT

Fone: (65) 98471-7114

Email: abihmt@gmail.com

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle